10 de agosto de 2016

Massa sem glúten para salgadinho brasileiro frito

Por esses dias Tony e eu fomos convidados a um encontro de amigos em comemoração ao aniversário da Patty: que é uma das amigas do Tony. O encontro teve como tema a Patty e cada um deveria levar alguma comida feita em casa, ou como eles dizem; homemade. Todos os amigos do Tony sabem que sou brasileiro e sendo assim achei interessante levar alguma comida típica do Brasil, o complicado foi pensar em comida sem glúten pois a danadinha (rs) para aumentar a dificuldade da minha tarefa é intolerante ao glúten. Bom, depois de boa parte do dia pensando no que fazer eis que uma estrela brilhou na minha cabecinha desmiolada e me fez pensar em salgadinhos de festa! Tem alguma coisa mais gostosa e mais brasileira que salgadinho? Pode até ser que tenha (rs) mas certamente salgadinho é delicioso!

Pois bem, decidido o prato me coloquei a buscar na internet alguma inspiração para faze-lo sem glúten. Quem procura acha e achei a inspiração que precisava. Antes uma nota: pretendia fazer coxinha mas achei a massa levemente "puxa puxa" e difícil de modelar a bendita da coxinha, mas quem é realmente prendado com as mãos pode tentar modelar, se não ficar bom faça como eu, modele pastelzinho.

Massa para salgadinho frito, sem glúten:

1 litro de água.
1 copo de 200 ml de leite (se você for intolerante a lactose não precisa colocar o leite).
Meio quilo de batatas.
1 cubo de caldo de legumes, carne ou frango.
1 colher de chá de sal.
Pimenta do reino moída.
1 colher de sopa de manteiga.
Farinha sem glúten até dar ponto (aproximadamente 500 gramas). Eu usei uma mistura de farinhas que aqui já vem pronta (farinha de arroz, batata, tapioca e goma guar), mas a base desta farinha é a farinha de arroz.


Se o recheio do seu salgadinho for frango utilize a mesma água do cozimento do frango para cozinhar as batatas que devem já estar descascadas e cortadas em cubos. Apos as batatas estarem bem cozidas acrescente o leite e a manteiga e verifique se você possui mais ou menos 1 litro desta mistura, se não, complete com leite. Se o recheio do salgadinho não for frango utilize a agua do cozimento das batatas e siga as mesmas orientações anteriormente citada. Apos ter verificado a quantidade de liquido volte a mistura para a panela e espere levantar fervura para colocar a farinha.

Uma coisa que aprendi com minha mãe e avó foi que se esse tipo de massa não estiver bem cozida pode dar indigestão. Quem já fez coxinha sabe com pode ser pesado cozinhar esse tipo de massa mas não desanime, acrescente a farinha e faça o que fiz no vídeo abaixo por aproximadamente 10 minutos.

Após o cozimento da massa jogue-a em uma bancada e sove-a por uns 5 minutos, coloque farinha na bancada para não grudar. Depois de sovar a massa se optar por fazer pastel abra-a com um rolo e use um cortador ou copo para cortar círculos. Monte os pasteis, passe em uma mistura de água e ovo e depois empane em farinha de milho/fubá. Frite em óleo limpo.

O pessoal na festa amou os salgadinhos, e olha que aqui nesta foto tem americano, brasileiro (eu), russo e alemão, sem contar as descendências... Fiquei até sem graça com tantos elogios dizendo que estava uma delícia, e a massa de tão suave derretia na boca!

3 comentários:

✿ chica disse...

Bela receita, bem saudável! abração,chica

Swonkie disse...

Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso não tenhas lá recebido poderás aceder à nossa plataforma em https://swonkie.com
Contamos contigo? :)

heloisa de mesquita inoue disse...

Adorei sua visita! E, fiquei com água na boca... por aqui, temos uma versão feita com mandioca no lugar da batata e carne moída no lugar do frango... nunca fiz, só sei comer! Beijos!