16 de junho de 2016

Sonho americano?

Olá meus queridos amigos, quem me acompanha lá pelo Facebook já sabe que estou nos Estados Unidos \o/ isso mesmo, estou aqui na cidade da Wald Disney World, a famosa Orlando que fica na Flórida, conhecida carinhosamente como sunshine state, o Estado do sol.

Hoje eu percebo que este meu clichê sonho americano começou comigo criança quando por volta dos meus 10 anos disse ao meu pai que apesar de tudo um dia eu iria pisar nos Estados Unidos. Anos se passaram e inconscientemente fui fazendo escolhas que me trouxeram aqui. Aos 14 anos ao invés do curso técnico escolhi estudar inglês num colégio de ensino voltado a cultura americana. Um curso que a princípio não iria me render nada mas foi um passo importante para duas conquistas na minha vida.



Aos 25 quando me dei conta de estar estudando mestrado dentro de uma universidade federal (UFES) e vi a oportunidade de conseguir o meu visto americano. Planejei uma ida à cidade do Rio de Janeiro e com muita sorte e merecimento consegui o meu visto, então de forma acanhada comecei a planejar minha viagem.

O interessante é que apesar dos meus medos, decepções e ansiedades as coisas em minha vida fluem de uma forma em que eu não sei explicar. Chegando aqui, minha amiga Geilza que conheço a mais de 10 anos e que considero da família recebeu-me de braços abertos em sua casa (sabe aquelas pessoas que você deve agradecimento por toda vida, ela é uma das que está na minha listinha, e aqui nos Estados Unidos até o dia de hoje minha listinha cresceu três nomes).



Me perdoem mas vou contar uma fofoca... eu vim para viajar mas acredito que por diferentes expectativas de vida minha amiga e sua família pensou que vim para ficar e colocou um peso em minhas costas de que eu deveria trabalhar. E quando eu comecei a passear sozinho, fazer amizade com o pessoal local e a chegar em casa a noite por volta das 10 horas quase todos os dias eles começaram a ficar zangados até que pediram para eu deixar a casa pois eu não queria saber de trabalhar! Isso mesmo, trabalhar, pasmem!!

No momento a gente recebe a noticia com peso porem acredito que na maioria das vezes Deus sempre escreve certo em linhas tortas. Liguei para um de meus amigos que também está na minha listinha de sinceros agradecimentos e perguntei se podia ficar em sua casa, passeamos e passamos dias alegres mas já nesta altura do campeonato comecei a ficar preocupado pois já estava aqui por mais dias do que o planejado. Eu sinto que devo pedir desculpas a este meu amigo se em meus devaneios e inicio de desespero eu tenha o deixado desapontado mas nesta altura a vontade de ficar por aqui começou a germinar no meu coração.



Graças a minha coragem e cara de pau e novamente o ditado "Deus sempre escreve certo em linhas tortas" hoje estou morando em outra casa, mas mudando um pouquinho o curso da conversa; para nós brasileiros não é nada fácil a tarefa de decidir imigrar pra cá, e digo sinceramente que até hoje fico em dúvida e com medo desta árdua decisão. Abandonar a minha vida no Brasil para começar tudo do zero aqui sem minha família e sem meus amigos, será que dou conta?




Bom, acredito que depois desta pergunta oblíqua devo abrir um parentese para explicar que viver ilegalmente por aqui nunca foi a minha intenção pois para mim não é vantajoso, além de ter percebido que eu não consigo me sustentar aqui vivento ilegal. Diferentemente de muitas outras pessoas que tiram de letra, talvez algum dia eu tente explicar em uma postagem essa realidade de muitos por aqui.

Minha história aqui está apenas começando e eu ainda não sei o que será de mim, mas no momento estou tentando ficar calmo para refletir e decidir se realmente ficar é o que quero. No mais o que tenho a acrescentar é que a vida no Brasil não está fácil, não tenho emprego garantido e mesmo com expectativas de ser nomeado num concurso público acredito que nesta fase de minha vida ficar por aqui irá me abrir portas e melhorar os meus conhecimentos e ampliar a minha visão de mundo mais do que qualquer cargo público de professor em alguma escola pública da minha cidade. Meus diplomas de faculdade e mestrado sempre estarão comigo independente de quantos anos eu fique fora do Brasil e que por agora estou bem e namorando.


3 comentários:

Neli Rodrigues disse...

Pelo jeito tudo na sua vida caminha para aquilo que tem que ser. A resposta para ficar ou voltar vai surgir qdo vc precisar realmente dela.
Aproveite bem esta oportunidade. Seja feliz.
Bjs

msgteresa disse...

Olá,meu amigo querido!
Sabes que tenho acompanhado já à alguns anos a tua trajetória, desde o teu tempo de faculdade e do teu antigo e mágico blog do "Luar encantado", lembra? Sempre me identifiquei em tantas afinidades contigo, e sem dúvida, o nosso amor mútuo pela natureza sempre nos manteve próximos neste fabuloso mundo virtual. Passado estes quase talvez 6 anos de amizade, posso dizer que não me surpreendo que tenhas conseguido, com mérito e tanto esforço próprio, realizar este doce sonho de estar aí em terras norte-americanas. Lembro quando você me dizia que queria tanto um dia pisar nos mágicos bosques das terras de clima temperado e conhecer a alegria genuína dos outonos coloridos e de surpreendente beleza... Eu mesma sempre disse que um dia você conseguiria realizar este sonho, e vejo agora que já estará bem próximo de realizá-lo... Uma alegria que compartilho de coração contigo,pois sei que mereces tornar este sonho em doce realidade!
Ah, meu amigo, que posso mais te dizer, senão te desejar muita sabedoria e muita calma nesse momento de escolhas e de realização de tantos sonhos bonitos e merecidos por você? Peço à Deus que te proteja e cuide de você, seja que caminho você escolher, e saibas que te desejo de verdade, um futuro próspero e iluminado, ao lado de pessoas que te respeitem e que te façam muito feliz.
Meu abraço carinhoso e os meus desejos sinceros de um futuro repleto de alegrias!!!
Teresa

Lucinha disse...

Fabiano,

Não é fácil recomeçar em outro país. Sou prova disso, e quando saí do Brasil, tinho o dobro da sua idade. Nunca tive problemas com visto, mas a tragetória não foi fácil.
Sempre acreditei no seu potencial e coragem. Aproveite esse momento. E, se decidir ficar ou voltar, que seja a melhor decisão.
Feliz em saber que você está namorando e feliz.
Abraços.