5 de outubro de 2014

Vamos falar de coisas gostosas e saudáveis?

Depois de tantos dias sem aparecer por aqui, vamos hoje falar de coisas gostosas e saudáveis?! Pois é, comida, assunto vasto, tanto quando a diversidade de espécies animais e vegetais ao redor do nosso globo. Cada cultura com sua peculiaridade alimentar e, dentro desta, ainda mais diversa em diferentes paladares. Quando criança eu não me alimentava bem, não comia legumes, nem verduras e, pasmem, ficava de castigo para almoçar.

Imagem da internet
Felizmente ao passar dos anos, creio que o nosso paladar vai se alterando, já percebi que deixei de gostar de coisas muito doces como balas e etc. Ando a gostar muito de legumes, principalmente cozidos ou refogados. A algum tempo que ando a pensar na culinária mediterrânea, aquela tradicional, conhecida pelos mediterrâneos como "alimentação do pobre", estes dias mesmo, passou um episodio no globo repórter sobre este tipo de alimentação.

A culinária tradicional mediterrânea tem base vegetariana e, conta a história, tem raízes nos tempos magros, onde os camponeses não tinham muito acesso a carnes e comiam principalmente os legumes que a terra gratuitamente produzia. Apesar da história humilde, ela é riquíssima. No cardápio, há uma variedade enorme de legumes, verduras, leite e peixe, sem esquecer de grandes quantidades do tão riquíssimo azeite de oliva.

Imagem da internet
Fiquei encantado com a apresentação maravilhosamente bonita e saudável deste tipo de comida! No entanto, confesso que os legumes crús não são muito a minha praia, parecem-me meio indigestos, mas como pregam na culinária grega, é o azeite de oliva que faz os legumes crús em grande quantidade ficarem palatáveis e digeríveis.

Imagem da internet
A alguns meses, o esposo da minha vizinha fez uma pequena horta aqui onde moro, foi e é muito legal ver os legumes e verduras crescendo dia apos dia, alimentando não somente eles. A dias ando a olhar as folhagens das beterrabas, tão vistosas e bonitas, que ontem não resisti e colhi uma. Das folhas e da raiz tuberosa da beterraba, fiz salada, juntamente com alface.



Nunca tinha comido folhas de beterraba, mas ficaram muito apetitosas, levemente amargas, deu um toque especial ao sabor suave do alface e, a beterraba propriamente dita, acrescentou um saborzinho doce, isso pela grande quantidade de açúcares estocados em suas células. Como molho, apenas muito azeite e uma pitada de sal.


A alimentação precisa de ser trabalhada ao nosso favor, principalmente realçando o sabor e a apresentação dos alimentos. E outra, não é necessário deixarmos de comer aquela deliciosa pizza, aquele bife estupendo de boi ou, aquele hambúrguer tão gostoso com muito bacon. Porem, o mais importante, é reeducar o nosso paladar, assim, nenhuma "dieta" se torna dieta, e sim um habito alimentar!

Um comentário:

msgteresa disse...

Olá,Fabiano!
Meu amigo, como você, também fui uma criança que era muito difícil de me alimentar direito. Na verdade, só me lembro que gostava mesmo era de comer frutas, de feijão e de camarão! (rs...) Acho que nesse quesito, dei mesmo trabalho para os meus pais e e eles tinham que ser criativos pra me fazerem comer direito...Não era à toa que eu sempre fui muito magrinha! (Rs...) Minha mãe vivia me levando ao pediatra pra ver se eu engordava um pouco...Coisa que no mínimo é bem estranha nos dias de hoje, onde geralmente as crianças vivem fazendo dieta! (Rs...) Mas atualmente, posso dizer que meu gosto pela culinária se ampliou bastante e no geral,não sou mais "enjoada" de comer...Só a minha paixão pelo "camarão" é que continua a mesma...Simplesmente adoooro esse crustáceo!(Rs...) E eu também tive a oportunidade de assistir ao "Globo Repórter" sobre a comida mediterrânea e também fiquei encantada com aquela alimentação saudável deles, enriquecida pelo maravilhoso azeite de oliva. Realmente uma dieta variada de verduras e legumes,complementada com o azeite, é mesmo uma grande aliada para uma saúde forte e duradoura. Mas é claro que tudo isso é melhor, quando além disso, se vivencia um ritmo de vida com mais tranquilidade e menos estresse das cidades grandes, o que às vezes é tão difícil de se ter,né? Mas achei ótima a idéia do teu vizinho de cultivar a própria horta e tentar melhorar a qualidade dos seus alimentos. E que lindas ficaram as beterrabas!!! Gosto muito delas e já até fiz uma vez um bolo com elas,lembra? (Rs...) Sem dúvida,a oportunidade de nos alimentarmos da maneira mais natural e saudável possível, sempre ajuda a melhorar a nossa saúde geral e até mesmo o nosso bom humor!
Meu abraço grande e uma semana linda pra você!!!
Teresa